buscar
Viagem

Hurb está proibida de vender viagens sem data

A empresa Hurb (antigo Hotel Urbano) teve a venda de novos pacotes com datas flexíveis temporariamente suspensa devido a irregularidades encontradas em suas práticas comerciais. A medida foi adotada pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) nesta segunda-feira, 29, visando proteger os consumidores e assegurar a resolução dos problemas existentes antes de novas vendas serem realizadas.
Publicado em Viagem dia 30/05/2023 por Alan Corrêa

A empresa Hurb (antigo Hotel Urbano) teve a venda de novos pacotes com datas flexíveis temporariamente suspensa devido a irregularidades encontradas em suas práticas comerciais. A medida foi adotada pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) nesta segunda-feira, 29, visando proteger os consumidores e assegurar a resolução dos problemas existentes antes de novas vendas serem realizadas.

A suspensão abrange apenas a venda dos pacotes flexíveis, que não possuem uma data fixa para a realização da viagem. Os demais serviços oferecidos pela empresa continuam disponíveis para os clientes.

Suspensão de venda de pacotes flexíveis: Hurb enfrenta crise com consumidores

Para que a suspensão seja revogada, o Hurb deverá apresentar um plano concreto de resolução dos contratos vigentes, além de comprovar que as falhas identificadas foram corrigidas. Caso não cumpra as exigências estabelecidas pela Senacon, a empresa estará sujeita a uma multa diária de cinquenta mil reais, além de outras sanções administrativas previstas no Código de Defesa do Consumidor.

A decisão da Senacon ocorre em meio a uma crise enfrentada pela Hurb, que tem recebido um aumento significativo nos relatos de clientes em todo o Brasil nos últimos meses. Entre os principais problemas relatados estão o cancelamento de viagens sem aviso prévio, atrasos no pagamento a hotéis e falta de assistência em casos de imprevistos durante a viagem e hospedagem.

A Senacon tem recebido diversas denúncias de consumidores que adquiriram pacotes turísticos da Hurb e constataram diferenças entre o que foi prometido e o que foi efetivamente entregue. Essas situações têm gerado insatisfação e prejuízo aos clientes, resultando em um aumento considerável no número de reclamações registradas.

Até abril deste ano, a plataforma de reclamações da Senacon recebeu mais de 11 mil queixas relacionadas à Hurb. Em todo o ano de 2022, foram registradas 12.764 reclamações. O índice de resolução dos problemas também apresentou uma queda significativa, passando de 64,77% no ano passado para 48,05% em 2023. A atual situação reforça a necessidade de medidas efetivas por parte da empresa para solucionar as questões e recuperar a confiança dos consumidores.

Em meio às dificuldades, o CEO da Hurb renunciou. A empresa enfrenta um momento desafiador, com suspensão de vendas e aumento de reclamações dos consumidores. A renúncia do CEO reflete a necessidade de mudanças e medidas efetivas para superar a crise e reconquistar a confiança do público.

*Com informações do ReclameAqui, Hurb, Terra e Globo.