buscar
Economia

Veja como consultar lote de restituição 2023

A disponibilidade da consulta ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda 2023 será válida até o dia 24 de maio. A relação dos contribuintes qualificados será divulgada com uma semana de antecedência em relação aos pagamentos, e será possível acessá-la por meio de um link específico.
Publicado em Economia dia 21/05/2023 por Alan Corrêa

A disponibilidade da consulta ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda 2023 será válida até o dia 24 de maio. A relação dos contribuintes qualificados será divulgada com uma semana de antecedência em relação aos pagamentos, e será possível acessá-la por meio de um link específico.

Os pagamentos das restituições terão início a partir do dia 31 de maio do corrente ano. Os contribuintes que enviaram suas declarações até o dia 10 de maio terão a oportunidade de receber no primeiro lote, conforme as datas de pagamento estabelecidas por lei para cada lote.

App da Receita tem dados sobre o IRPF (Marcello Casal Jr / Agência Brasil)

As restituições do Imposto de Renda serão divididas em cinco lotes, de acordo com as disposições legais. Os critérios de prioridade para as restituições são estabelecidos por lei e incluem os seguintes grupos: idosos com idade acima de 80 anos, pessoas com 60 anos ou mais, indivíduos com deficiência física, mental ou doença grave, e contribuintes cuja principal fonte de renda seja o magistério. Aqueles que optarem pela declaração pré-preenchida e/ou escolherem receber a restituição por meio do Pix também terão prioridade.

Uma das novidades do Imposto de Renda de 2023 é a possibilidade de receber a restituição por meio do Pix. Para isso, basta informar a chave Pix durante a entrega da declaração. A chave Pix é composta pelo número do CPF, o que oferece maior segurança aos contribuintes.

É importante destacar que a restituição é a devolução do imposto que foi pago a mais pelo contribuinte ao longo do ano anterior. Portanto, aqueles que não têm direito à restituição têm a opção de parcelar o pagamento do imposto devido em até oito vezes, desde que cada parcela não seja inferior a R$ 50.

Calendário

*Com informações do UOL.