buscar

Novo Caminhão R60 da Volvo: Um Avanço em Produtividade e Segurança na Indústria de Transporte

Um elemento fundamental no design do R60 é a caçamba, que se destaca por sua concepção que centraliza a carga, otimizando o posicionamento do centro de gravidade e, por conseguinte, aprimorando a estabilidade operacional.
Publicado em Caminhões dia 18/08/2023 por Alan Corrêa

Com dimensões imponentes, o recém-lançado caminhão R60 da Volvo chega ao mercado como um marco de inovação. Com 4,6 metros de altura, 5,9 metros de largura e 10 metros de comprimento, este modelo robusto impressiona não apenas pelas suas proporções, mas também pela sua capacidade. Com um peso líquido de 44,8 toneladas, o R60 tem a incrível capacidade de transportar até 54 toneladas de carga, tornando-o uma potência inigualável.

O R60 é o mais recente acréscimo à respeitável família de caminhões rígidos da Volvo. No Brasil, a marca já oferece o R70D, com capacidade de até 65 toneladas de carga, e o R100E, que suporta até 95 toneladas. No entanto, é o R60 que brilha como uma criação nova e moderna, focada na produtividade e na segurança. Com recursos de vanguarda, como telemetria avançada, powertrain atualizado e design de caçamba otimizado, o caminhão é eficiência em ação. Todos os modelos da linha são produzidos na Escócia e desfrutam do suporte global que a marca Volvo oferece.

Nova Adição à Família de Caminhões Rígidos Volvo – R60: Produtividade, Segurança e Tecnologia Avançada

“O modelo é ideal para o deslocamento de material em pedreiras e mineradoras. O R60 é altamente eficiente, resistente e equipado com a mesma tecnologia de outros modelos de caminhões rígidos Volvo já aprovados em operações ao redor do mundo”, diz Boris Sánchez, head de gerenciamento de produtos e serviços de produtividade da Volvo CE na América Latina.

Priorizando produtividade e segurança, o R60 apresenta uma cabine meticulosamente projetada que atende aos rigorosos padrões ROPS (Rollover Protective Structure) e FOPS (Falling Object Protective Structure). Posicionada de forma estratégica à esquerda, a estação do operador proporciona uma visão clara, ampliada ainda mais pelos generosos retrovisores. O amplo para-brisa aumenta significativamente a visibilidade frontal, garantindo uma operação mais segura. O interior da cabine é uma ode ao conforto, com clima controlado, monitores ergonomicamente dispostos, controles responsivos e assento ajustável com suspensão pneumática. Para uma visão periférica de 360 graus da área de trabalho, o sistema de câmeras Volvo Smart View é uma adição crucial.

A caçamba do R60 é uma obra-prima de engenharia que centraliza a carga, otimiza o centro de gravidade e aprimora a estabilidade. A suspensão avançada do caminhão reduz a transferência de impacto e vibrações do solo para o operador, aumentando o conforto durante a jornada.

A destacada cabine do R60 segue rigidamente as normas de segurança ROPS, destinadas à proteção contra tombamentos, e as diretrizes FOPS, que visam prevenir a queda de objetos no interior da estrutura.

Em termos de segurança e desempenho operacional, destacam-se dois sistemas essenciais para controlar descidas. O retardador da transmissão evita o travamento das rodas, enquanto o modulador do freio traseiro contribui para manter uma rotação controlada do motor. A velocidade máxima atingida é de 61 km/h.

A tecnologia também encontra seu lugar no R60. O sistema On-Board Weighing oferece informações em tempo real sobre a carga transportada, otimizando a eficiência da operação. Além disso, a telemetria avançada possibilita o monitoramento remoto da operação, maximizando resultados.

Um elemento fundamental no design do R60 é a caçamba, que se destaca por sua concepção que centraliza a carga, otimizando o posicionamento do centro de gravidade e, por conseguinte, aprimorando a estabilidade operacional.

Surpreendentemente, apesar de suas dimensões, o R60 é projetado para uma manutenção simplificada. Um exemplo disso são os pinos e buchas de suspensão, em sua maioria de tamanho único. Essa abordagem inteligente reduz a necessidade de múltiplos tamanhos em estoque, garantindo disponibilidade elevada. De acordo com Sánchez, essa estratégia visa a um baixo custo de manutenção, contando com componentes confiáveis e renomados do mercado.

O cenário brasileiro atual está impulsionando a demanda por máquinas e, em especial, por caminhões rígidos. Marcelo Magalhães, head de contas estratégicas da Volvo CE, destaca: “Estamos otimistas não apenas com o R60, mas com todo o potencial de mercado da linha de caminhões rígidos Volvo”. O Brasil testemunha projetos antes estagnados ganhando vida, e a chegada do R60 parece ser um passo importante nessa jornada de progresso.

*Com informações da Volvo.