buscar
Negócios

Na lista dos 10 bilionários mais jovens do mundo, só 1 não é herdeiro

Na lista divulgada pela Forbes na segunda-feira (29), dos dez bilionários mais jovens, apenas um alcançou sua fortuna por conta própria. Ryan Breslow, de 29 anos, é o único não herdeiro entre os ricaços que ainda não completaram 30 anos. Após fundar a startup de pagamentos Bolt, Breslow construiu um patrimônio estimado em US$ 1,1 bilhão (equivalente a R$ 5,5 bilhões), atualmente presidindo o conselho da empresa.
Publicado em Negócios dia 6/06/2023 por Alan Corrêa

Na lista divulgada pela Forbes na segunda-feira (29), dos dez bilionários mais jovens, apenas um alcançou sua fortuna por conta própria. Ryan Breslow, de 29 anos, é o único não herdeiro entre os ricaços que ainda não completaram 30 anos. Após fundar a startup de pagamentos Bolt, Breslow construiu um patrimônio estimado em US$ 1,1 bilhão (equivalente a R$ 5,5 bilhões), atualmente presidindo o conselho da empresa.

Segundo a Forbes, Breslow abandonou a faculdade de Stanford em 2014 para iniciar seu empreendimento. Embora a empresa tenha perdido mais da metade de seu valor desde janeiro do ano passado, ainda é avaliada em cerca de US$ 5 bilhões (R$ 25 bilhões). Além disso, há um ano e meio, o empreendedor americano também está envolvido na gestão da startup voltada para o bem-estar, chamada Love. Breslow é adepto de práticas como ioga, meditação e dança, porém, prefere evitar interações sociais. Curiosamente, seus funcionários trabalham apenas quatro dias por semana.

Bilionários jovens: a maioria herda fortuna, mas um se destaca por mérito próprio

Dentre os dez bilionários mais jovens, nove nasceram em famílias abastadas. Clemente Del Vecchio, com apenas 19 anos, é o mais jovem a ingressar nesse seleto grupo. Sua fortuna provém da herança recebida após o falecimento de seu pai, Leonardo Del Vecchio, fundador da Luxottica, a maior marca de óculos do mundo. Leonardo faleceu em junho do ano passado, aos 87 anos. O legado patrimonial foi dividido entre a viúva, Clemente e seus cinco irmãos, incluindo Lucas (21 anos) e Leonardo (28), ambos também presentes no ranking dos mais jovens.

Cada um dos irmãos possui um patrimônio estimado em US$ 3,8 bilhões (cerca de R$ 19,1 bilhões), de acordo com a Forbes. Clemente e Luca se tornaram detentores de participações na Delfin, uma holding que também possui ações dos bancos italianos Mediobanca e UniCredit, da seguradora Generali e da incorporadora imobiliária Covivio. Leonardo, por sua vez, possui a mesma proporção de ações, mas é um dos dois herdeiros que trabalham na empresa, atuando como diretor de estratégia da EssilorLuxottica.

A lista dos jovens bilionários também inclui duas irmãs sul-coreanas que herdaram ações de seu pai, Kim Jung-ju, que faleceu repentinamente aos 54 anos no ano passado. Aos 19 anos, Kim Jung-youn detém cerca de um terço das ações da NXC, o maior acionista da publicadora de jogos online Nexon. Sua irmã mais velha, Kim Jung-min, de 21 anos, recebeu outro terço das ações. Embora ambas não estejam envolvidas nas operações diárias da empresa, possuem uma fortuna estimada em US$ 1,3 bilhões (equivalente a R$ 6,5 bilhões).

Destacando-se também no ranking estão duas irmãs norueguesas. Katharina Andresen, de 28 anos, e Alexandra Andresen, de 26 anos, herdaram cada uma 42% da empresa de investimentos da família, a Ferd. No entanto, o pai delas, Johan Andresen, ainda está à frente da empresa, detendo pouco mais de 15% das ações, mas controlando 70% do poder de voto, conforme aponta a Forbes.

10 bilionários mais jovens do mundo