buscar
Trabalho

Mais Médicos tem 5,9 mil vagas em 1,9 mil municípios

As inscrições para o programa Mais Médicos iniciam nesta sexta-feira (26), com prioridade para médicos brasileiros formados no país. O edital, divulgado na última segunda-feira (22), oferece 5.970 vagas distribuídas em 1.994 municípios.
Publicado em Trabalho dia 26/05/2023 por Alan Corrêa

As inscrições para o programa Mais Médicos iniciam nesta sexta-feira (26), com prioridade para médicos brasileiros formados no país. O edital, divulgado na última segunda-feira (22), oferece 5.970 vagas distribuídas em 1.994 municípios.

Além dos médicos brasileiros formados no Brasil, também podem participar da seleção aqueles formados no exterior ou médicos estrangeiros, desde que possuam registro no Ministério da Saúde (RMS) e ocupem vagas não preenchidas por médicos registrados no país.

O período de inscrições se estende até a próxima quarta-feira (31), e a previsão é de que os profissionais comecem a atuar nos municípios no final de junho, de acordo com informações do Ministério da Saúde.

Inscrições para o Mais Médicos começam nesta sexta (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Para se inscrever, os interessados devem acessar o Sistema de Gerenciamento de Programas por meio do site oficial do Mais Médicos. Após a validação da inscrição, que ocorrerá entre os dias 1º e 5 de junho, os candidatos poderão indicar até dois locais de preferência para atuação.

No processo de alocação dos profissionais, serão considerados critérios como titulação, formação e experiência prévia no programa. Em caso de empate, serão priorizados os candidatos com residência mais próxima do local de atuação no Mais Médicos, bem como aqueles com maior tempo de formado e idade mais avançada.

O valor estabelecido no edital para a bolsa-formação é de R$ 12,3 mil mensais, com duração de 48 meses e possibilidade de prorrogação por igual período. Todos os participantes terão a chance de receber incentivos pela permanência no programa, sendo que aqueles alocados em regiões de extrema pobreza e vulnerabilidade, conforme indicado no edital, receberão um percentual maior de incentivo.

*Com informações da Agência Brasil e Mais Médicos.