Mãe brasileira cria aplicativo que permite pais bloquearem o celular dos filhos

Vivemos em uma era digital, a tecnologia faz parte da nossa vida praticamente desde o nascimento, impedir o acesso das crianças a tecnologia pode parecer uma boa ideia, mas nem sempre é, pois isso fará parte do aprendizado com a tecnologia que ela terá que usar por toda a vida, inclusive na educação das escolas e no trabalho, se manter os pequenos longe não for a melhor opção, certamente limitar o acesso e vigiar o que eles veem em seus celulares é uma ótima ideia.

Mobile
2 meses atrás
Mãe brasileira cria aplicativo que permite pais bloquearem o celular dos filhos

AppGuardian

Lançado em 2018, o AppGuardian é o primeiro aplicativo de conexão parental 100% nacional e com suporte em português, totalmente adaptado à realidade das famílias brasileiras. Com ele, os pais conseguem administrar o tempo das crianças conectadas em dispositivos móveis, além de organizar a rotina em frente às telinhas – proporcionando segurança e praticidade. Por meio de sua tecnologia, usando um único aplicativo, é possível localizar os filhos em tempo real, bloquear o acesso ao celular e/ou tablets, bloquear aplicativos de jogos e redes sociais, além de verificar quanto tempo os filhos passaram conectados e visualizar o histórico de aplicativos instalados e desinstalados. Além disso, a startup também disponibiliza o navegador “Navegação Segura”, que protege os filhos das armadilhas da internet, já que filtra e bloqueia conteúdos impróprios, como sites pornográficos. Idealizado por uma mãe brasileira, o AppGuardian é grátis e disponibiliza também upgrade para versões pagas com acesso ilimitado a todas as funcionalidades.

AppGuardian
AppGuardian

Preocupada com o tempo que a filha Bia, de 13 anos, passava em frente ao celular, a educadora parental Luiza Mendonça decidiu buscar na internet alguma tecnologia que pudesse ajudá-la na organização da rotina digital da criança. E, entre as opções disponíveis no mercado, não encontrou aplicativos em português que reunisse todas as funcionalidades em um só lugar para resolver o problema de maneira personalizada, como bloqueio de acesso, organização da rotina, localização em tempo real entre outros. Foi então que Luiza enxergou uma oportunidade de negócio e criou o AppGuardian – app de controle parental que conecta pais e filhos.

Com o objetivo de não só “controlar e bloquear”, mas também conectar famílias e possibilitar uma rotina mais equilibrada na era digital, o app permite que os pais organizem da melhor forma o tempo que os filhos permanecem conectados – seja em celulares ou tablets. De acordo com a pesquisa Opinion Box/ Mobile Time, 23% das crianças de 4 a 6 anos tem o próprio aparelho e 61% utilizam o dos pais. De 7 a 9 anos, apenas 7% das crianças não possuem smartphone ( ou não usam o dos pais), e de 10 a 12 anos esse número reduz para 5%.

Aplicativo grátis e versão paga

As funcionalidades são as mesmas nas versões gratuita e premium, porém na grátis os pais podem cadastrar apenas 1 aparelho, ou seja, se o usuário tem mais filhos ou mais aparelhos em casa, como um celular e um tablet é preciso migrar para versão paga.

Administrando a rotina digital da família

Indicado para crianças de 5 a 14 anos, a tecnologia ajuda a administrar o tempo nas redes sociais, verificar a localização dos filhos em tempo real, configurar bloqueio de acesso aos aplicativos instalados, checar quanto tempo as crianças ficaram conectadas e quais os aplicativos mais usados, organizar a rotina de uso dos aparelhos por dia e hora e até travar todas as funcionalidades dos dispositivos móveis. Além disso, os pais também podem acionar o “tempo em família” – funcionalidade criada para deixar todos os familiares offline permitindo mais tempo de interação entre eles.

Outra função disponibilizada pela startup é o navegador “Navegação Segura”, que filtra e bloqueia automaticamente qualquer tipo de conteúdo impróprio, como sites pornográficos. “Nossos filhos já nasceram em uma era 100% digital e sabemos que a tecnologia faz parte da identidade deles, no entanto, acreditamos que com regras bem definidas a rotina no celular fica mais saudável e segura, e foi por isso que desenvolvemos o AppGuardian”, explica Luiza Mendonça, mãe da Bia e CEO da startup.

Para a CEO, além de monitorar e administrar a rotina da filha no celular e tablets de uso comum da casa, a tecnologia ainda permite que ela se conecte melhor com a Bia. “Como mãe eu me sinto mais tranquila utilizando o app, pois posso verificar quanto tempo a Bia fica no YouTube, por exemplo e, isso gera até mais interação entre nós: conversamos sobre os seus vídeos e youtubers preferidos”, completa Luiza Mendonça.

Fusne

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em comprar online. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e tristezas nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...

Vamos Bater um Papo?