buscar
Vida

Entenda a polêmica do Viúvo do Twitter

Na noite de segunda-feira (17), o perfil @louierch causou grande comoção ao expor uma chocante revelação que tem repercutido intensamente nas redes sociais nesta terça-feira (18). O homem conhecido como o "viúvo do Twitter" tornou-se uma figura popular após compartilhar diariamente mensagens emocionantes dedicadas à sua falecida esposa, que sucumbiu a uma doença rara em fevereiro. Nas publicações, ele expressava seu luto e falava sobre o cotidiano junto à filha do casal, comovendo seus seguidores, que demonstravam solidariedade ao viúvo.
Publicado em Vida dia 18/07/2023 por Alan Corrêa

Na noite de segunda-feira (17), o perfil @louierch causou grande comoção ao expor uma chocante revelação que tem repercutido intensamente nas redes sociais nesta terça-feira (18). O homem conhecido como o “viúvo do Twitter” tornou-se uma figura popular após compartilhar diariamente mensagens emocionantes dedicadas à sua falecida esposa, que sucumbiu a uma doença rara em fevereiro. Nas publicações, ele expressava seu luto e falava sobre o cotidiano junto à filha do casal, comovendo seus seguidores, que demonstravam solidariedade ao viúvo.

No entanto, a história tomou um rumo surpreendente quando a autora do perfil @louierch revelou que foi amante do “viúvo do Twitter” durante um ano, sem saber da existência da doença da esposa. A confissão abalou a internet, pois ela admitiu também ter sido casada, mas ter se separado ao se apaixonar pelo homem.

A revelação gerou um intenso debate online, com a mulher relatando ter entrado em um estado de surto e ter sido diagnosticada com estresse pós-traumático e depressão severa devido à situação. A repercussão foi tamanha que ela optou por fechar o perfil no Twitter, causando ainda mais curiosidade e especulação entre os usuários da plataforma.

Histórico de infidelidade foi exposto no Twitter, e história viralizou

Nesta terça-feira, o termo “viúvo do Twitter” tornou-se um dos assuntos mais comentados nas redes sociais, com internautas buscando entender a identidade do homem em questão. Algumas informações apontam que o indivíduo por trás do perfil seria Bruno Baketa, diretor e editor de making of e short content, que lamentavelmente perdeu sua esposa, Ivy, em fevereiro. Ivy sofria de uma síndrome rara chamada Klippel-Trenaunay, e o amor do casal foi documentado em diversos sites, aumentando ainda mais o interesse do público.

Diante da intensa repercussão, o homem deletou sua conta no Twitter e, em um primeiro momento, optou por tornar privados os comentários em seu perfil no Instagram. Posteriormente, seu perfil na rede social também foi privado.

Além disso, outros perfis nas redes sociais relataram que, enquanto escrevia textos emocionais para sua esposa falecida no Twitter, o “viúvo do Twitter” mantinha perfis em aplicativos de relacionamento, o que adicionou um aspecto controverso à história.

A internet continua dividida entre a comoção pelas mensagens emocionais e a indignação diante da traição e do desabafo público. A história do “viúvo do Twitter” serve como um lembrete do poder das redes sociais em divulgar narrativas pessoais, mas também ressalta a importância da privacidade e do respeito às emoções e situações delicadas dos outros.

*Com informações do UOL e Metropoles.