buscar

Dia do Estudante: 11 de agosto é marcado por protestos

Manifestações em todo o país exigem melhorias na educação em comemoração ao Dia do Estudante.
Publicado em Notícias dia 11/08/2023 por Alan Corrêa

Milhares de estudantes de diversas cidades brasileiras saíram às ruas em protesto no Dia do Estudante, clamando por reformas abrangentes no sistema educacional. As reivindicações abrangem desde o ensino básico até a pós-graduação e são lideradas pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), pela União Nacional dos Estudantes (UNE) e pela Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG).

No centro das demandas está o apelo pela revogação do Novo Ensino Médio, introduzido pela Lei 13.415/2017. A reforma tem gerado preocupações entre os estudantes devido à desigualdade percebida entre escolas públicas e privadas. O novo modelo divide o currículo em uma parte comum, definida pela Base Nacional Comum Curricular, e itinerários formativos, levando a um ensino desigual entre as instituições.

Manifestações em todo o país exigem melhorias na educação em comemoração ao Dia do Estudante (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Os manifestantes também pleiteiam maior assistência estudantil em todos os níveis de ensino, especialmente para os alunos de escolas em tempo integral e os universitários em situação de vulnerabilidade. A luta por direitos previdenciários para mestrados e doutorados também está na pauta, permitindo que o tempo dedicado à pesquisa e formação seja contabilizado para a aposentadoria.

A presidente da UNE, Manuella Mirella, enfatiza que a mobilização visa garantir os direitos dos estudantes e ressalta a importância de uma educação equitativa e acessível. Vinícius Soares, presidente da ANPG, aponta que a data de 11 de agosto historicamente inspira essas jornadas de luta em defesa da educação.

O Ministério da Educação (MEC) se comprometeu a revisar o Novo Ensino Médio após receber mais de 11 mil contribuições em uma consulta pública. Propostas de alterações incluem a ampliação da carga horária da parte comum e recomposição dos componentes curriculares. No entanto, enquanto as mudanças estão em andamento, a legislação atual permanece vigente.

Embora a UNE e outras entidades estudantis estejam otimistas em relação às mudanças propostas pelo MEC, ainda há a busca pela revogação imediata do modelo atual. Além disso, a demanda por assistência estudantil para enfrentar os desafios financeiros e logísticos dos estudantes é considerada crucial para garantir a igualdade de acesso à educação.

O Dia do Estudante, celebrado em 11 de agosto, remete à histórica criação dos primeiros cursos de ensino superior no Brasil em 1827. O movimento estudantil de hoje reforça a importância da educação de qualidade, inclusiva e acessível para todos os brasileiros.

*Com informações da Agência Brasil.