buscar

Créditos para compra de carro popular já está acabando

Em menos de 15 dias, as montadoras de carros já solicitaram cerca de R$ 320 milhões em créditos do programa de estímulo à indústria automobilística lançado pelo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Esse valor corresponde a aproximadamente 64% dos recursos disponíveis para essa categoria, de acordo com um balanço divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) nesta segunda-feira (19/6).
Publicado em Automóveis dia 19/06/2023 por Alan Corrêa

Em menos de 15 dias, as montadoras de carros já solicitaram cerca de R$ 320 milhões em créditos do programa do novo carro popular, com estímulo à indústria automobilística, lançado pelo governo do presidente Lula. Esse valor corresponde a aproximadamente 64% dos recursos disponíveis para essa categoria, de acordo com um balanço divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) nesta segunda-feira (19/6).

Dessa forma, em menos de duas semanas, mais da metade do montante de créditos tributários reservado para o setor automotivo, no valor de R$ 500 milhões, já foi utilizado. As montadoras que solicitaram recursos até o momento são Renault, Volkswagen, Toyota, Hyundai, Nissan, Honda, GM, Fiat e Peugeot, oferecendo um total de 266 versões de 32 modelos com descontos.

Programa de compra de veículos com desconto inclui novos modelos e versões

Segundo o MDIC, as montadoras que mais solicitaram créditos foram a FCA Fiat Chrysler, utilizando R$ 130 milhões, seguida pela Volkswagen com R$ 50 milhões, Peugeot Citroën com R$ 40 milhões e Renault com R$ 30 milhões. Em seguida, aparecem GM e Hyundai, ambas com pedidos de R$ 20 milhões, e por último Honda, Nissan e Toyota, com solicitações de R$ 10 milhões cada.

Os descontos oferecidos pelo governo variam de R$ 2 mil a R$ 8 mil e são aplicáveis a veículos com valores de até R$ 120 mil. O MDIC observou que as montadoras têm a opção de aplicar descontos adicionais por conta própria, como tem sido feito.

Diferentemente do setor automotivo, a procura por créditos pelas montadoras de ônibus e caminhões não teve alteração em relação aos valores divulgados no balanço da semana anterior. Os descontos para esses veículos variam de R$ 33,6 mil a R$ 99,4 mil.

Treze montadoras aderiram ao programa na modalidade de ônibus, solicitando R$ 130 milhões, o que corresponde a 43% dos R$ 300 milhões disponíveis para essa categoria. As montadoras incluídas são Mercedes-Benz, Scania, Fiat Chrysler, Ford, Volkswagen, Volvo, Mercedes-Benz Cars & Vans, Comil, Ciferal, Marcopolo, Volare, Iveco e Caio Induscar.

No caso dos caminhões, são dez montadoras que já utilizaram R$ 100 milhões, equivalente a 14% dos R$ 700 milhões disponíveis. As montadoras que aderiram ao programa são Volkswagen Truck, Mercedes-Benz, Scania, Fiat Chrysler, Peugeot Citroën, Volvo, Ford, Iveco, Mercedes-Benz Cars & Vans e Daf Caminhões.

*Com informações do Terra, G1 e CNN.