buscar
Esportes

Conquistas de Palmeiras e Flamengo na Libertadores garantem vaga no novo Mundial de Clubes

As recentes vitórias do Palmeiras e do Flamengo na Copa Libertadores renderam frutos adicionais. Ambas as equipes brasileiras foram confirmadas pela Fifa como participantes da primeira edição do novo Mundial de Clubes, que ocorrerá a partir de 2025, reunindo 32 times a cada quatro anos. Entre os participantes, estarão os campeões continentais de 2021 a 2024, garantindo vaga na competição. As novidades foram divulgadas nesta terça-feira (14) pelo Conselho da Fifa, a mais alta instância da entidade máxima do futebol, que se reuniu pela manhã na capital de Ruanda, Kigali.
Publicado em Esportes dia 11/06/2023 por Alan Corrêa

As recentes vitórias do Palmeiras e do Flamengo na Copa Libertadores renderam frutos adicionais. Ambas as equipes brasileiras foram confirmadas pela Fifa como participantes da primeira edição do novo Mundial de Clubes, que ocorrerá a partir de 2025, reunindo 32 times a cada quatro anos. Entre os participantes, estarão os campeões continentais de 2021 a 2024, garantindo vaga na competição. As novidades foram divulgadas nesta terça-feira (14) pelo Conselho da Fifa, a mais alta instância da entidade máxima do futebol, que se reuniu pela manhã na capital de Ruanda, Kigali.

Além do Palmeiras, campeão da Libertadores em 2021, e do Flamengo, vencedor do título no ano passado, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) terá direito a mais quatro vagas. Duas delas serão destinadas aos próximos dois campeões da Libertadores. Os critérios para a indicação dos outros dois representantes sul-americanos ainda não estão definidos. A opção mais provável é o uso do ranking de clubes, considerando o período de 2021 a 2024. No entanto, nenhum outro time brasileiro terá direito a participar do Mundial, de acordo com o ranking. O regulamento do torneio não permite a participação de duas equipes do mesmo país, a menos que sejam campeãs.

O jogador Gustavo Gómez, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do Barcelona SC, durante partida válida pela fase de grupos, da Copa Libertadores, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco/Palmeiras/by Canon)

Por sua vez, a União das Associações Europeias de Futebol (Uefa) preencherá quatro vagas com os vencedores da Liga dos Campeões – duas delas já ocupadas pelo Chelsea (2021) e pelo Real Madrid (2022) – e outras oito equipes serão selecionadas com base no ranking continental.

Última edição com sete times ocorrerá este ano O Mundial de Clubes de 2023, programado para acontecer de 12 a 22 de dezembro na Arábia Saudita, será o último com a participação de sete equipes, com os vencedores da Liga dos Campeões (Uefa) e da Libertadores (Conmebol) avançando diretamente para as semifinais da competição.

A edição de 2024 do Mundial já terá um formato diferente. A Fifa planeja realizar o torneio anualmente, apenas com os campeões continentais, sem incluir a equipe representante do país-sede. De acordo com a entidade, o Mundial anual incentivará a competitividade entre as confederações. Mais detalhes sobre o cronograma e o formato serão divulgados posteriormente pela Fifa.

Na próxima quinta-feira (16), também em Kigali, capital de Ruanda, terá início o Congresso da Fifa. A expectativa é que o atual presidente da entidade, Gianni Infantino, seja reeleito para seu terceiro mandato.

FIFA Council approves international match calendars

🗞️👉 https://t.co/KyrTVnrNxh pic.twitter.com/FIL05feiZT

— FIFA Media (@fifamedia) March 14, 2023

*Com informações da Agência Brasil.