Como um banco pode falir? Veja o que aconteceu com o Silicon Valley Bank

Publicado em 13/03/2023 por Alan Corrêa

Durante esta semana, o principal banco para startups de tecnologia dos Estados Unidos desmoronou abruptamente, deixando seus clientes e investidores do Silicon Valley Bank (SVB) em um estado de incerteza.

O SVB, que enfrentou uma súbita corrida aos bancos e uma crise de capital, entrou em colapso na manhã de sexta-feira (10) e foi adquirido pelos reguladores federais, por aqui até o Nubank se precaveu dizendo que não tem ligação com o SVB.

Esse evento representa a maior falência de um banco nos Estados Unidos desde o Washington Mutual em 2008.

O que é o Silicon Valley Bank

O SVB foi fundado em 1983 com foco em fornecer serviços bancários especializados para startups de tecnologia. Ao longo dos anos, ele forneceu financiamento para quase metade das empresas americanas de tecnologia e saúde apoiadas por capital de risco.

Embora seja relativamente desconhecido fora do Vale do Silício, o SVB é considerado um dos 20 maiores bancos comerciais dos Estados Unidos, com um total de ativos de US$ 209 bilhões (cerca de R$ 1 trilhão) no final do ano passado, segundo a Corporação Federal de Seguro de Depósitos dos EUA (FDIC).

Por que o SVB faliu?

Resumidamente, o SVB sofreu uma corrida aos bancos. No entanto, a versão mais longa revela uma série de forças que culminaram na queda do banco.

O aumento das taxas de juros pelo Federal Reserve há um ano atrás para combater a inflação afetou negativamente as ações de tecnologia que o SVB possuía. As taxas de juros mais altas também desvalorizaram a carteira de títulos de longo prazo de US$ 21 bilhões (cerca de R$ 100 bilhões) do banco, que estava rendendo uma média de 1,79%, enquanto a taxa atual do Tesouro de 10 anos é de cerca de 3,9%.

Além disso, a escassez de capital de risco forçou as startups a sacarem seus fundos mantidos pelo SVB. Portanto, o banco estava sofrendo perdas não realizadas em sua carteira de títulos ao mesmo tempo em que experimentava uma alta demanda de saques de seus clientes.

insegurança tomou o mercado

A notícia da falência de uma instituição financeira como o Silicon Valley Bank pode ter um impacto significativo em bancos e investidores aqui no Brasil. A quebra de um banco americano pode levar a uma reação em cadeia no mercado financeiro, o que pode causar uma queda nos preços das ações de outros bancos e instituições financeiras em todo o mundo.

Os investidores brasileiros que possuem investimentos em bancos americanos podem sofrer perdas significativas, e os bancos brasileiros que têm relações comerciais ou financeiras com o SVB podem ser afetados por essa falência. Além disso, a crise pode levar a uma redução no fluxo de crédito e investimento global, o que pode afetar o crescimento econômico em todo o mundo, inclusive no Brasil.

No entanto, é importante notar que o Tesouro americano assegurou o resgate dos recursos dos clientes do SVB, o que pode ajudar a reduzir o risco de uma reação em cadeia e minimizar os impactos nos investidores e no mercado financeiro em geral. Ainda assim, é importante que os investidores monitorem de perto a situação e tomem medidas apropriadas para proteger seus investimentos.

*Com informações do G1, CNN e UOL.