buscar
Economia

Calendário Bolsa Família de setembro: Caixa paga parcela hoje

Os pagamentos ocorrem nos últimos 10 dias úteis de cada mês, com a data de pagamento associada ao final do NIS. Para verificar quando será o seu momento de receber, os beneficiários podem utilizar o aplicativo Bolsa Família ou Caixa Tem.
Publicado em Economia dia 18/09/2023 por Alan Corrêa

A Caixa Econômica Federal efetua o pagamento da parcela de setembro do novo Bolsa Família nesta segunda-feira, 18 de setembro. Os primeiros a receberem o benefício são aqueles com Número de Inscrição Social (NIS) terminando em 1. Os demais beneficiários receberão nos próximos dias, de acordo com o último dígito do NIS, e os pagamentos se encerrarão no dia 29.

Este programa é direcionado a famílias com uma renda per capita mensal inferior a R$ 218 e proporciona um valor mínimo de R$ 600 por família a cada mês. Adicionalmente, é concedido um benefício extra de R$ 150 por criança de até 6 anos de idade e R$ 50 por pessoa gestante na família. Também recebem esse adicional as crianças e adolescentes de sete até 18 anos de idade incompletos.

Caixa paga a parcela de setembro do Bolsa Família com NIS final 1

Os pagamentos ocorrem nos últimos 10 dias úteis de cada mês, com a data de pagamento associada ao final do NIS. Para verificar quando será o seu momento de receber, os beneficiários podem utilizar o aplicativo Bolsa Família ou Caixa Tem.

O benefício é depositado na conta Poupança Fácil ou na conta do Caixa Tem. Para aqueles que possuem conta no Caixa Tem, é possível realizar transferências, pagar contas e efetuar PIX diretamente pelo aplicativo móvel. Além disso, o benefício pode ser sacado utilizando o cartão de débito da conta em estabelecimentos comerciais ou em unidades lotéricas, correspondentes Caixa Aqui, terminais de autoatendimento e agências da Caixa.

Reestruturação

Desde o início deste ano, o programa social voltou a ser chamado de Bolsa Família. O valor mínimo de R$ 600 foi garantido após a aprovação da Emenda Constitucional da Transição, que permitiu o gasto de até R$ 145 bilhões fora do limite de gastos neste ano, dos quais R$ 70 bilhões são destinados a financiar o benefício.

O pagamento do adicional de R$ 150 começou em março, após o governo realizar uma revisão minuciosa no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) com o objetivo de eliminar fraudes. De acordo com o balanço mais recente, divulgado em abril, cerca de 3 milhões de indivíduos com inconsistências no cadastro tiveram o benefício suspenso.

No formato tradicional do Bolsa Família, os pagamentos são realizados nos últimos 10 dias úteis de cada mês. Os beneficiários podem consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas por meio do aplicativo Caixa Tem, utilizado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

*Com informações da Agência Brasil.