buscar

Bolsa Família 2023: Como fazer um empréstimo consignado no Auxílio Brasil

Na última quinta-feira (9), o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome divulgou, através do Diário Oficial da União, uma nova portaria regulando o empréstimo consignado no contexto do Programa Auxílio Brasil, que retornará a se chamar Bolsa Família.
Publicado em Notícias dia 10/02/2023 por Alan Corrêa

Na última quinta-feira (9), o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome divulgou, através do Diário Oficial da União, uma nova portaria regulando o empréstimo consignado no contexto do Programa Auxílio Brasil, que retornará a se chamar Bolsa Família.

O governo definiu novas normas para os empréstimos consignados realizados no âmbito do Programa Auxílio Brasil, que agora retomará o nome de Bolsa Família.

De acordo com as novas regras, o desconto no benefício pago às famílias beneficiárias do Bolsa Família ou de outros programas federais não poderá ultrapassar 5%. Além disso, o número de parcelas não poderá exceder seis e a taxa de juros não poderá ser superior a 2,5%.

A medida tem como objetivo garantir a transparência e a responsabilidade financeira dos beneficiários.

No mês de janeiro, a Caixa Econômica Federal anunciou a interrupção da disponibilidade de empréstimo consignado para beneficiários do programa Bolsa Família. Em um comunicado, o banco declarou que o produto seria submetido a uma “revisão total de parâmetros e critérios”.

O que é o empréstimo consignado

Governo retoma consignado do Bolsa Família com novas regras (Marcello Casal Jr / Agência Brasil)

O empréstimo consignado é uma modalidade de crédito pessoal destinada a trabalhadores que têm um salário depositado diretamente em uma conta bancária. Este tipo de empréstimo é muito popular entre aposentados, pensionistas, servidores públicos e funcionários de empresas privadas, pois apresenta vantagens em relação a outros tipos de empréstimos pessoais.

A principal característica desse tipo de empréstimo é que as parcelas são descontadas diretamente da folha de pagamento do mutuário. Isso significa que o pagamento é realizado automaticamente, sem a necessidade de o descontado fazer transferências ou pagamentos manuais. Além disso, como o pagamento é feito antes de chegar ao mutuário, ele é considerado mais seguro para as instituições financeiras, o que resulta em taxas de juros menores.

Esta é uma opção atrativa para aqueles que precisam de dinheiro rapidamente, pois é possível obter o crédito de forma rápida e sem burocracias excessivas. Além disso, como as parcelas são descontadas diretamente da folha de pagamento, é mais fácil controlar as finanças e evitar atrasos no pagamento.

No entanto, é importante lembrar que o empréstimo consignado também tem algumas desvantagens. Por exemplo, como as taxas de juros são menores do que as de outros tipos de empréstimos pessoais, as parcelas são mais longas e o valor total pago pode ser maior. Além disso, o desconto direto da folha de pagamento pode prejudicar o orçamento mensal do mutuário, especialmente se ele já estiver endividado.

Por fim, é importante lembrar que o empréstimo consignado é uma opção de crédito que deve ser avaliada com cuidado antes de ser contratada. É necessário considerar as vantagens e desvantagens deste tipo de empréstimo e verificar se ele é realmente a melhor opção para as suas necessidades financeiras. Além disso, é recomendável comparar diferentes ofertas de empréstimo consignado e escolher a que oferecer as condições mais vantajosas.

*Com informações da Agência Brasil e GovBr.