Auxílio emergencial foi disponibilizado, veja como consultar pelo app

De acordo com os dados da Caixa, já foram pagos R$ 11,4 bilhões para 16,6 milhões de pessoas. O ministério estima que mais de 20 milhões devem terminar essa semana com o auxílio depositado em suas contas bancárias.

Novidades
2 meses atrás
Auxílio emergencial foi disponibilizado, veja como consultar pelo app
Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Caixa, está disponibilizando e criando contas digitais para milhões de Brasileiros inscritos no Cadastro único e trabalhadores informais. A ideia é o saque não ocorra por agora. Por isso as contas digitais, as transferências para outro banco do mesmo titular, não será cobrado.

Baixar aplicativo caixa e como pedir o auxílio

Os trabalhadores podem pedir das seguintes formas:

Milhões de pessoas foram aprovadas

O governo disponibiliza R$ 600 reais de auxílio para trabalhadores informais, autônomos e desempregados que não possuem renda fixa, nesta quarta-feira, para cidadãos inscritos no CadÚnico do Ministério da Cidadania.
O governo disponibiliza R$ 600 reais de auxílio para trabalhadores informais, autônomos e desempregados que não possuem renda fixa, nesta quarta-feira, para cidadãos inscritos no CadÚnico do Ministério da Cidadania.

Segundo a Dataprev, pelo menos 45,2 milhões de pessoas foram aprovadas para receber auxílio emergencial disponibilizado pelo governo. O levantamento inclui trabalhadores informais, microempreendedores, (MEIs) e contribuintes individuais da previdência e inscritos no Cadúnico e bolsa família.

Totalizando 37,8 milhões de CPFs já foram homologados, e já estão nas mãos da Caixa, para os pagamentos. Os demais, também irão receber o auxílio, após a homologação pelo ministério. Os números representam 83,7% do público que foi inicialmente estimado – de 54 milhões para receber o auxílio da pandemia.

Divisões populacionais dos trabalhadores dentro desse total

  • 1 lote do Grupo 1: 16,4 milhões, composto por microempreendedores individuais, contribuintes individuais do INSS, trabalhadores informais que se inscreveram pelo aplicativo e ou portal da Caixa econômica federal.
  • Grupo 2: 19,2 milhões que se incluem no Cadastro Único e Bolsa Familia.
  • Grupo 3: 9,6 milhões que se incluem no Cadastro Único mas não são beneficiários do Bolsa Familia.

Dispensa de CPF

Caixa paga hoje auxílio emergencial para milhões de pessoas (foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Caixa paga hoje auxílio emergencial para milhões de pessoas (foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Nesta quinta-feira (16), a Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que permite que pessoa que não possuem CPF ou título de eleitor, podem receber o auxílio emergencial disponibilizado pelo governo. A regularização do CPF é uma exigência da Receita Federal que precisa ser cumprida para que a pessoa receba o auxílio. O projeto de lei, estende o auxílio emergencial pago a mães adolescentes, trabalhadores informais a outros grupos sociais por três meses.

Baseando-se nas possibilidades de alteração nas exigências do programa, Gustavo Canuto, presidente da Dataprev, diz que mediante a qualquer mudança, a Dataprev realizará o processamento das informações com base nas exigências estabelecidas.

Nesta quarta-feira (15), foi suspenso o critério de regularização do CPF para que o cidadão possa receber o auxílio pelo Tribunal Regional Federal da 1º. O governo informa que deve-se recorrer a decisão.

Pagamento para beneficiários do Bolsa Família com o último digito, 2

Receita recebe pedidos de inscrição ou de regularização do CPF (foto: Marcello Casal JrAgência Brasil)
Receita recebe pedidos de inscrição ou de regularização do CPF (foto: Marcello Casal JrAgência Brasil)

Nesta sexta-feira será pago o valor para beneficiários do Bolsa Família com o último digito do NIS igual a 2, que totaliza 1,36 milhões de família. Os benefícios não serão acumulados e o beneficiário irá receber o que tiver o valor maior entre o Bolsa Família e o auxílio emergencial.

Para pessoas que estão inscritas no bolsa família, o auxilio emergencial seguirá um calendário, pois devido eles já estarem em costume de receber nos últimos dez dias úteis do mês, é mais complexo o pagamento e devido a isso manterá o cronograma original. Pelos o que têm último digito do NIS igual a 1, o pagamento começou nesta quinta-feira (17).

A Caixa disponibilizou uma poupança digital para receber o auxílio, tanto para beneficiários do Bolsa Familiar quanto para pessoas inscritas o Cadúnico.

As três parcelas do auxílio começam a ser pagas entre 9 e 14 de Abril, a última parcela mensal deve ser paga até 29 de maio. Segundo informações do governo, pessoas que se cadastraram no dia 07 de abril, teriam o pagamento liberado no dia 09, se tiverem conta conta-poupança na Caixa ou conta corrente no banco do Brasil. Os demais deverão receber até o dia 14 de Abril.

A segunda e terceira parcela serão pagas de acordo com o mês de aniversário da pessoa, sendo assim, respectivamente, deverão ser pagas entre 27 e 30 de Abril e 26 e 29 de Maio. Os demais receberão nos seguintes dias:

  • Segunda-feira (20): último dígito do NIS: 3
  • Quarta-feira (22): último dígito do NIS: 4
  • Quinta-feira (23): último dígito do NIS: 5
  • Sexta-feira (24): último dígito do NIS: 6
  • Segunda-feira (27): último dígito do NIS: 7
  • Terça-feira (28): último dígito do NIS: 8
  • Quarta-feira (29):  último dígito do NIS: 9
  • Quinta-feira (30): último dígito do NIS: 0

Pagamento para inscritos no Cadúnico

Caixa já registrou milhões de cadastros para auxílio emergencial (foto: Marcello Casal JrAgência Brasil)
Caixa já registrou milhões de cadastros para auxílio emergencial (foto: Marcello Casal JrAgência Brasil)

O pagamento para quem está inscrito no Cadastro único mas não são beneficiários do bolsa família, começou no dia 7, que nasceram entre setembro, outubro, novembro ou dezembro.  Pessoas que nasceram em Janeiro, os pagamentos começaram no dia 14 de abril (terça-feira). Pessoas nascidas em fevereiro, março ou abril, tiveram o pagamento disponibilizado no dia 15 (quarta-feira), e os nascidos em maio julho, julho ou agosto, tiveram o pagamento disponível no dia 16 (quinta-feira).

Outras parcelas serão pagas de acordo com o mês de aniversário.

As duas parcelas seguintes, serão depositadas de acordo com o mês de aniversário do cidadão. Com exceção de quem já recebe o Bolsa Familia, pois eles recebem de acordo com o ultimo digito no NIS, como mencionado anteriormente.

A Caixa promete que farão seus beneficiários receberem de forma segura e organizada, sem a necessidade de aglomerações à lotéricas ou agências da Caixa. Data de pagamento do auxílio:

1º Parcela

  • Pessoas que possuem poupança na Caixa ou são correntistas do BB: A partir de 09/04, em até 2 dias úteis;
  • Outros beneficiários: A partir de 14/04 em até 3 dias úteis.

2º Parcela

  • Nascidos em Janeiro, fevereiro e março: pagos no dia 27/04;
  • Nascidos em Abril, maio e junho: pagos no dia 28/04;
  • Nascidos em Julho, agosto e setembro: pagos no dia 29/04;
  • Nascidos em Outubro, novembro e dezembro: pagos no dia 30/04.

3º Parcela

  • Nascidos em Janeiro, fevereiro e março: pagos no dia 26/05
  • Nascidos em Abril, maio e junho: pagos no dia 27/05
  • Nascidos em Julho, agosto e setembro: pagos no dia 28/05
  • Nascidos em Outubro, novembro e dezembro: pagos no dia 29/05

Beneficiários do Bolsa Família:

  • 1º parcela: de 16 a 30/04
  • 2º parcela: de 18 a 29/05
  • 3º parcela: de 17 a 30/06

Saque dos Valores

A Caixa Econômica Federal disponibilizou um calendário para quem quiser sacar o auxílio, que também é de acordo com o mês dos aniversariantes. Os saques se iniciam no dia 27 de abril:

  • Nascidos em janeiro e fevereiro: 27/04
  • Nascidos em março e abril: 28/04
  • Nascidos em maio e junho: 29/04
  • Nascidos em julho e agosto: 30/04
  • Nascidos em setembro e outubro: 04/05
  • Nascidos em novembro e dezembro: 05/05

Para quem se destina?

  • Maior de idade: ser maior de 18 anos de idade
  • Não ter emprego formal: destinado para trabalhadores autônomos com rendas informais, que não seja agente público, inclusive temporário e nem exercendo mandato eletivo
  • Não ser beneficiário: não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família
  • Renda familiar: renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (R$ 3.135,00)
  • Rendimentos tributáveis: não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70
  • Estar desempregado ou exercer as seguintes atividades: exercer atividade na condição de microempreendedor individual (MEI) ou ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) ou ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico)

*Com informações da UOL, Bagarai, G1 e Caixa.

Fusne

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em comprar online. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e tristezas nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...

Vamos Bater um Papo?