buscar
Esportes

Após 59 anos, Ferrari vence as 24 Horas de Le Mans em emocionante corrida

Neste domingo (11), em Sarthe, a Ferrari encerrou um longo hiato de quase seis décadas e conquistou a vitória nas 24 Horas de Le Mans. Desde 1964, quando Jean Guichet e Nino Vaccarella triunfaram com o modelo 275P, a equipe de fábrica da Ferrari não havia mais alcançado o topo do pódio nesta lendária prova.
Publicado em Esportes dia 11/06/2023 por Alan Corrêa

Neste domingo (11), em Sarthe, a Ferrari encerrou um longo hiato de quase seis décadas e conquistou a vitória nas 24 Horas de Le Mans. Desde 1964, quando Jean Guichet e Nino Vaccarella triunfaram com o modelo 275P, a equipe de fábrica da Ferrari não havia mais alcançado o topo do pódio nesta lendária prova.

Embora uma equipe afiliada à marca italiana tenha vencido em 1965, a vitória oficial da Ferrari parecia ter se tornado uma miragem. No entanto, Alessandro Pier Guidi, juntamente com seus companheiros James Calado e Antonio Giovinazzi, conduziram o carro número 51 da Ferrari até a linha de chegada, levando a bandeira quadriculada em Le Mans com grande celebração.

Após quase seis décadas, a Ferrari volta a vencer as 24 Horas de Le Mans

Apesar de terem garantido as duas primeiras posições na classificação, com o carro número 50 à frente do número 51, a Ferrari não era considerada a favorita absoluta. A Toyota, por sua vez, parecia ser a equipe mais forte, um fato que se tornou ainda mais evidente na primeira volta, quando Sébastien Buemi, no Toyota número 8, ultrapassou ambos os carros da Ferrari e assumiu a liderança. No entanto, a Ferrari continuou na disputa. O Toyota número 7 se envolveu em um acidente logo no início da noite e abandonou a corrida, mas a Ferrari número 50 também enfrentou dificuldades e se afastou do pelotão da frente.

Enquanto os carros da Peugeot, assim como os Porsche Penske, sofriam problemas e se retiravam da briga, a Ferrari número 51 e o Toyota número 8 resistiram, transformando a disputa em um duelo particular entre os dois. A Ferrari número 51 liderava até enfrentar dificuldades para ligar durante uma parada nos boxes nas primeiras horas da manhã de domingo.

No entanto, o Toyota também teve um pneu furado posteriormente. Com contratempos de ambos os lados, a Ferrari mantinha uma pequena vantagem a apenas duas horas do final da corrida. No entanto, após 22 horas de competição, Ryo Hirakawa, ao pisar no freio em um determinado momento, perdeu o controle do Toyota número 8, rodou e bateu. A vantagem da Ferrari aumentou para mais de 2 minutos, consolidando sua posição de liderança.