Motos
4 semanas atrás

A incrível Honda CBR 1000 RR Fireblade com preço de R$ 69.990

A incrível Honda CBR 1000 RR Fireblade com preço de R$ 69.990

Quem gosta de motos Honda tem sonhos com velocidade e um desses desejos certamente incluem pilotar uma CBR1000RR Fireblade, uma moto fantástica com preço bastante justo por tudo que ela oferece em sua ficha técnica incrível e poderosa.

Preço da Honda CBR1000RR Fireblade

A nova CBR1000RR Fireblade SP esta à venda no Brasil para quem puder pagar R$ 69.990,00 na versão CBR 1000RR Fireblade, disponível na cor vermelha e R$ 79.990,00 na versão CBR 1000RR Fireblade SP inspirada na cores de competição HRC (branco, azul e vermelha), respectivamente, com base no Estado de São Paulo.

Motor Poderoso

ue a nova CBR1000RR Fireblade impressiona, já está mais do que evidente. Detentor de características exclusivas, o modelo representa o que há de mais próximo das pistas para uma motocicleta de produção. Inclusive o alto desempenho, propiciado pela sua potente e eficiente motorização.

Não há como ficar indiferente frente ao tradicional motor DOHC quatro cilindros em linha de 999,8cm³, 4 tempos e arrefecimento a líquido projetado para equipar a nova CBR1000RR Fireblade. São 192cv de potência a 13.000 rpm, com torque de 11,82 kgf.m a 11.000rpm (gasolina), que possibilitou um aumento de 14% a mais na relação peso/potência sobre o modelo anterior, deixando-a muito próxima da incrível marca de 1:1. O resultado é uma motocicleta que entrega força e eficiência de uma forma linear e sem precedentes. Para se alcançar esse desempenho, os esforços também estiverem centrados no peso dos componentes do motor. Sua estrutura mecânica é compacta e foi totalmente redesenhada. Ganhou itens produzidos em magnésio, que pouparam 2kg de peso no propulsor.

Pistões, comandos de válvulas, tampas e transmissão também foram modificados e têm especificações superiores para um melhor desempenho geral. A compressão aumentou de 12,3:1 para 13:1. Na transmissão, a troca de velocidade ficou mais suave em razão da nova embreagem, com 17% menos força de acionamento em sua operação. O novo sistema de admissão aumentou o fluxo de ar na mistura e também auxiliou no aumento de potência em 11cv.

Fabricados em titânio, tanque de combustível e escape também contribuíram com menos 1.3kg e 2.8kg, respectivamente. O quesito peso ganhou tamanha importância que até o comprimento dos parafusos, tubulações e braçadeiras foram reduzidos ao máximo de forma a priorizar centralização de massas.

Honda CBR1000RR Fireblade

Desde a primeira geração, ainda como CBR900RR, a linha Fireblade marcou o mundo das duas rodas como uma verdadeira lenda, símbolo de esportividade e desempenho. Sua concepção tomou como base de inspiração o modelo RVF750, que no início dos anos 1990 era a motocicleta oficial da equipe Honda para a categoria Superbike.

O resultado final foi apresentado ao público em 1992. Naquele ano nascia a primeira geração da linha CBR Fireblade, originalmente com um motor de 893cm³. Compacta, era uma motocicleta extremamente ágil, potente e leve (185kg), o que a levou a ser um sucesso em vendas já em seu primeiro ano de produção. Com o mercado brasileiro em plena ascensão em meados da década de 1990, não demorou muito para as primeiras unidades passarem a ser comercializadas também no Brasil, em 1994.

O design da CBR1000RR foi concebido com base em avançados estudos sobre a dinâmica dos fluídos. Tudo para garantir um menor arrasto aerodinâmico e uma maior proteção contra o vento. As carenagens, por exemplo, ficaram menores, mais justas e também mais compactas. Além de um visual mais moderno, a novidade propiciou uma melhora na refrigeração do motor e mais entrada de ar nos dutos dos radiadores, nas laterais dos faróis e lanternas. Com isso, a própria aerodinâmica do novo modelo ficou moldada de forma a desviar o ar do corpo do piloto, promovendo maior fluidez e menor resistência.

Sob qualquer ângulo, a nova CBR1000RR Fireblade tem um visual mais agressivo, que reforça seu espirito esportivo, fruto do conceito “Forward-looking lines”, que trouxe um aspecto mais dinâmico e angulado a todo o conjunto.

Mais leve e potente que sua antecessora, a nova CBR1000RR tem peso total de apenas 196 kg (195kg na versão SP) em ordem de marcha, o que representa muito para uma pilotagem equilibrada. O novo quadro em alumínio tipo Diamond de dupla trave foi remodelado e agora oferece muito mais eficiência por seu menor peso. Outros pontos de destaque estão na menor espessura do braço oscilante Pro-Link e no novo subquadro. Com 300g e 800g a menos, respectivamente, as duas estruturas mantêm os mesmos índices de rigidez. Em ambos os casos, o objetivo visou uma centralização de massa mais eficaz, de forma a promover maior equilíbrio, maneabilidade e agilidade na pilotagem.

Na suspensão dianteira, o garfo telescópico da Showa BPF (Big Piston Forks) é do tipo invertido de 43mm, com possibilidade de ajustes na pré-carga da mola e curso de 120mm. Os freios ABS são de disco duplo na frente e simples atrás, com pinças totalmente novas, mais leves e eficientes, com tecnologia das marcas Brembo (modelo SP) e Tokico (Standard). Um amortecedor de direção eletrônico Honda (HESD) reforça ainda mais a estabilidade e suavidade.

O conjunto de rodas incrementou o visual e a performance da nova CBR1000RR Fireblade, um detalhe especial em sua ciclística. A atualização não ficou limitada em seu novo desenho, mas também à redução do número de raios (de 6 para 5) com objetivo de aliviar peso e privilegiar o controle e pilotagem.

O resultado é um conjunto mais leve, bonito e com índice de rigidez superior, graças também à nova estrutura com design em “Y”. Os pneus têm dimensões de 120/70 R17 à frente e 190/50 R17 atrás. Na traseira a suspensão tem curso de 62mm e está equipada com amortecedor Showa totalmente ajustável, de forma a oferecer o máximo de conforto e estabilidade.

Para quem busca performance, a novidade é que a Fireblade SP tem suspensões exclusivas e diferenciadas. Isso porque é a primeira motocicleta Honda a ser equipada com um conjunto desenvolvido em uma parceria com a tradicional marca Öhlins. O resultado é um sistema que pode ser ajustado eletronicamente em todos os seus níveis, direto no painel da motocicleta, na personalização dos modos de condução.

Na versão SP, os diferenciais ficam por conta do uso de uma bateria de Li-On, que propicia baixa taxa de descarga e vida útil maior. A transmissão também está equipada com sistema quickshifter, que permite subir ou descer marchas de forma mais rápida, sem necessidade de acionamento na manete da embreagem e consequente prejuízo às partes internas. Tanto na versão Standard quanto na SP, o câmbio possui seis velocidades com a transmissão final feita por corrente. Com injeção eletrônica PGM-FI, todo o conjunto da nova CBR1000RR Fireblade já atende à segunda fase do PROMOT 4 (Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares).

Deixe seu comentário

Conheça mais o Fusne

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em comprar online. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e tristezas nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe... Leia Mais